Vendas na Agrishow e no setor como um todo devem crescer 15%, prevê Abimaq

A 24ª edição da Agrishow ocorrerá de 1º a 5 de maio, em Ribeirão Preto (SP), e os organizadores estão bastante otimistas. A expectativa positiva se deve especialmente ao desempenho do setor, que vem se recuperando e deve crescer 15% neste ano, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq). A estimativa, assim como as perspectivas para a Agrishow, foi apresentada durante coletiva de imprensa realizada hoje (29), na sede da entidade.

O aumento de 15% nas vendas de máquinas agrícolas, estimado pela Abimaq para o setor em 2017, é o mesmo esperado para a Agrishow. A expectativa foi comentada pelo presidente da entidade, João Carlos Marchesan. “O segmento de máquinas agrícolas está em recuperação e a perspectiva para este ano é de um incremento de 15% nas vendas. A indústria de máquinas como um todo apresenta resultados negativos, mas o setor agrícola vem se destacando e retomando o crescimento. Tudo isso é resultado da pujança do agronegócio brasileiro e de sua capacidade de exportação de soja, milho etc. e toda a cadeia de proteína animal”, disse o presidente da Abimaq. Ele destacou ainda a importância da Agrishow como um palco para apresentação de novas tecnologias, que são essenciais para que a agricultura brasileira possa atender à demanda mundial de alimentos.

Segundo dados apresentados pela Abimaq, as exportações de máquinas para agricultura cresceram 40,7% em fevereiro. No acumulado do ano, o crescimento foi de 50,6%, na comparação com o mesmo período do ano anterior. Já as importações caíram 37,7% em fevereiro, na comparação com janeiro. No acumulado do ano, no entanto, houve crescimento de 25,3%.

Novidades e atrações 

A feira, que é considerada palco de tendências, lançamentos e inovações tecnológias para o agronegócio nacional, espera receber 150 mil visitantes, e já tem 800 marcas expositoras confirmadas – números similares aos das edições anteriores. Os produtores terão à disposição todas as linhas de crédito para o financiamento de máquinas e equipamentos.

Na programação da Agrishow constam ainda rodadas de negócios com 50 empresas exportadoras e importadoras, nacionais e internacionais. Além de palestras com temas variados para auxiliar o produtor a aumentar a sua produtividade de forma sustentável. A Arena de Demonstração no Campo também será uma oportunidade para os produtores conhecerem as inovações que podem elevar a produtividade.

“Esta edição deve se caracterizar pela alta tecnologia. Na Agricultura de Precisão, por exemplo, estamos caminhando cada vez mais para a área de inovação e conectividade, o que resulturá em significativa economia. E essa conetividade deverá ser a grande marca da Agrishow daqui para frente”, disse Francisco Maturro, vice-presidente da Associação Brasileira do Agronegócio (Abag).



Outras Notícias